Olá, participante! Seja bem-vindo ao site do SETA!                                     


É com imenso prazer que anunciamos mais uma edição do Seminário de Teses em Andamento, o Seta. No ano passado, comemoramos vinte e dois anos de evento, e tivemos a satisfação de contar com a participação de diversos pesquisadores em formação, de várias universidades do país. Este ano, ao chegarmos na vigésima terceira edição, direcionamos nosso olhar para  a comemoração dos 40 anos do Instituto de Estudos da Linguagem (IEL) e, por esta razão, convidamos a todos a apresentar suas pesquisas e discutir conjuntamente sobre o tema: “IEL 40 anos: as contribuições do Instituto para os estudos em linguagem“. 

O evento ocorrerá de 06 a 08 de novembro de 2017, no Instituto de Estudos da Linguagem (IEL), na Unicamp. Serão aceitos trabalhos de acadêmicos regularmente matriculados em programas de pós-graduação stricto sensu em Linguística, Linguística Aplicada, Teoria Literária e/ou Divulgação Científica e Cultural, como na UNICAMP, ou, ainda, em programas de pós-graduação em Letras, Estudos Linguísticos, Estudos da Linguagem e áreas afins, como em outras universidades brasileiras.


O SETA deste ano tem novidades! Diferentemente dos anos anteriores, nesta edição do evento estabelecemos uma parceria com o Centro de Pesquisa “PoEHMaS” (Política, Enunciação, História, Materialidades, Sexualidades) e  com o grupo de pesquisa “Mulheres em Discurso”. Essa parceria nos possibilitou trazer, para o espaço do SETA, algumas novidades que podem ser conhecidas abaixo:

 


Dia 07/11, terça-feira, às 19h/ Local: Auditório do IEL

MESA DE ABERTURA

Palestrantes: Profa. Dra. Marie-Anne Paveau (Université de Paris 13 – por videoconferência) e Profa. Dra. Monica G. Zoppi Fontana (IEL/UNICAMP).

 


Dia 08/11, quarta-feira, às 19h/ Local: Auditório do IEL

MESA DE ENCERRAMENTO

Palestrantes: Prof. Dr. Rodolfo Ilari (Dep. de Linguística- UNICAMP); Profa Dra Raquel S. Fiad (Dep. de Linguística Aplicada- UNICAMP); Profa Dra Suzy F. Sperber (Dep. de Teoria Literária) e Prof. Dr. Rafael A. Evangelista (Dep. de Divulgação Científica e Cultural).

Antes do início da mesa, às 18h15, teremos a apresentação musical do grupo “Pecora Loca“.

Pecora Loca é um grupo de tradução e performance poéticas sediado em Curitiba, inspirado por grupos como o coletivo francês Démodocos (coordenado por Philippe Brunet) e o brasileiroGiz en Scène, da Unesp de Araraquara. Nosso repertório consiste de recitação, tradução, musicalização e performance dos poemas greco-romanos e de canções do período moderno em outras línguas. O grupo, coordenado por Rodrigo Tadeu Gonçalves e Guilherme Gontijo Flores, é formado também por Bernardo Brandão, Guilherme Bernardes, Luana Prunelle, Leonardo Fischer, Raphael Pappa Lautenschlager e Sergio Maciel.

A banda já se apresentou diversas vezes em Curitiba, algumas vezes em São Paulo, na Casa Guilherme de Almeida e na Casa das Rosas, e se apresentou na Canja FLIP em 2017. Também participaram na formação original de 2015 a 2016 Acácio Luan Stocco, Alexandre Cozer e Marina Grochocki. Juliana von Mühlen, Melissa Menegola, Estela Basso, Leonardo Antunes e Marcelo Bourscheid já passaram pelo grupo. Todos continuam participando eventualmente quando estão por perto.

Quer saber mais sobre o grupo, acesse: https://www.pecoraloca.com/.